CURSOS
Ensino Fundamental II
Do 6º ao 9º ano
No Fundamental II, o estudo passa a ser tema central em torno do qual se desenvolvem as propostas de ensino.
 
É importante que o aluno aprenda a estudar atendendo às especificidades de cada disciplina; são solicitadas pesquisas a partir de roteiros de trabalho que indicam percursos a serem seguidos; elaboram-se orientações de estudos para que as revisões sejam efetivas; os prazos de apresentação de lições são estabelecidos para que o aluno aprenda a antecipar a elaboração de tarefas; a agenda de compromissos escolares é organizada para que ele se oriente a partir de um planejamento.
 
Essa postura permeia as diferentes áreas do conhecimento e situações de aprendizagem, considerando-se o espaço escolar como um todo integrado.
 
Formação Social
exercício democrático de participação e co-responsabilidade é vivenciado, na Viverde, desde a Educação Infantil, mediante a construção coletiva de regras para a boa convivência, a que chamamos “combinados”. No Ensino Fundamental II, são introduzidos os contratos pedagógicos e as assembleias, comonovos mecanismos de trabalho.
 
Educação Ambiental
No Fundamental II, a Educação Ambiental se amplia e foca os projetos de participação efetiva dos alunos e da comunidade, pautado em princípios éticos e coerente com a proposta da escola, incentivando a ação consciente e produtiva além dos muros escolares.
 
Orientação de Estudos e Procedimentos
No Fundamental II intensificam-se as orientações e ações no sentido de se desenvolverem formas eficazes de estudo.
 
Nas aulas de Tutoria, os alunos recebem instruções específicas para o estudo de cada disciplina, assim como são orientados a descobrir e identificar seu estilo de aprendizagem, criando estratégias pessoais de estudo.
 
A produção realizada fora do período de aulas é bastante estimulada e exigida como procedimento indispensável à aprendizagem.
 
 
 
ENSINO FUNDAMENTAL II
Currículo
• Língua Portuguesa – 5 aulas semanais
• História – 3 aulas semanais
• Geografia – 3 aulas semanais
• Ciências – 3 aulas semanais
• Matemática – 5 aulas semanais
• Educação Física – 2 aulas semanais
• Arte – 2 aulas semanais
• Inglês – 2 aulas semanais
• Tutoria - 1 aula semanal
 
 
Para entender melhor
Nesta etapa, gradativamente, o currículo passa a envolver mais reflexão e posicionamento diante dos fatos e conceitos.  A formação de um aluno crítico e comprometido socialmente exige deste um protagonismo só possível de se alcançar e vivenciar se aliado ao conhecimento aprofundado dos conteúdos.
 
Aulas de estudo orientado são oferecidas aos alunos que necessitam de mais tempo e de novas propostas mais ajustadas ao seu ritmo e estilo de aprendizagem. São organizadas de forma a proporcionar-lhes os meios necessários à conquista de sua autonomia intelectual.
 
Contratos pedagógicos: elaborados no início de cada ano letivo e “visitados” e/ou reformulados pelos alunos, juntamente com seus professores, sempre que necessário. Os contratos pedagógicos são muito mais do que um conjunto de regras criado pelos alunos. São parte das práticas educativas no que se referem aos conteúdos atitudinais e procedimentais de cada grupo-classe. Fazem parte de um processo interno que integra alguns procedimentos relevantes, implicados na formação de nosso aluno. Possuem o objetivo de transformar os espaços de aprendizagem e convivência em ambientes saudáveis, participativos, de integração necessária e favorável ao desenvolvimento integral de cada indivíduo e do grupo.
 
Assembleias: espaço de discussão, coordenado pelo professor, com pauta e ata dos trabalhos. Questões da dinâmica de convivência do grupo são problematizadas pelo professor, que procura garantir a expressão de todos, o exercício do pensamento reflexivo, o colocar-se no lugar do outro e a busca de alternativas e soluções compartilhadas.
 
 
Avaliação
A avaliação, neste segmento, leva em conta a diversidade de procedimentos, habilidades e competências trabalhadas. Além das provas, são consideradas as produções individuais e coletivas na composição das notas trimestrais.
 
A autoavaliação é uma ferramenta potente à aprendizagem, portanto, seu exercício é sempre incentivado e orientado.
 
O processo de recuperação é paralelo e contínuo, ocorrendo durante e após o trimestre, com atividades diversificadas que visam a progressão das aprendizagens.